Bajaus, a tribo geneticamente adaptada para passar mais tempo embaixo d’água

Os Bajaus, também conhecidos como nômades do mar, são um povo do leste asiático que desenvolveram um baço maior para facilitar o mergulho.

Um artigo publicado na revista científica Cell, estudou os Bajaus para entender como esse povo consegue mergulhar com tanta facilidade.

Como o baço funciona?

Primeiramente precisamos saber qual a função desse órgão. O baço é o responsável por filtrar o sangue e remover os glóbulos vermelhos lesionados.

Quando você segura a respiração para mergulhar seu corpo ativa automática uma função chamada de “resposta de mergulho”.

Dessa forma quando ativamos a “resposta de mergulho” a frequência cardíaca diminui, os vasos sanguíneos se comprimem e o baço se contrai. Dessa forma, as energias são economizadas quando se tem pouco oxigênio.

Qual a relação do baço com os Bajaus?

Os Bajaus são um povo nômade e marinho. Eles vivem nas águas que cercam as Filipinas, Malásia e Indonésia, onde mergulham para pescar ou apanhar elementos naturais.

Eles são capazes de ficar submersos por até 13 minutos em uma profundidade de quase 60 metros.

Quelle: picture-alliance / © Oceans Imag

Pesquisas anteriores descobriram que focas possuem os baços desproporcionalmente grandes. Melissa Llardo, autora do estudo, começou a pesquisar se essa característica também era encontrada em humanos mergulhadores.

Melissa Llardo ficou sabendo dos Bajaus quando viajou a Tailândia. “Eu queria primeiro conhecer a comunidade, e não apenas aparecer com o equipamento cientifico e sair”.

De acordo com Llardo “Na segunda visita, trouxe uma máquina de ultrassom portátil e kits de coleta de cuspe. Fomos a casas diferentes e fizemos imagens dos baços deles”.

Quais os resultados da pesquisa?

Melissa também estudou outro grupo, os Saluan nativos da Indonésia. Os dados coletados mostraram uma diferença enorme. O tamanho do baço dos Bajaus eram 50% maior que o órgão do povo de Saluan.

“Se há algo acontecendo no nível genético, deveria ser perceptível no tamanho do baço. E lá observamos essa diferença extremamente significativa ” explicou Melissa.

Como os Bajaus são um povo milenar dessa região, como resultado a seleção natural teria ajudado esse povo a desenvolver essa característica genética.

Publicidade

Deixe um comentário...