Cachorros treinados para proteger a vida selvagem salvaram 45 rinocerontes de caçadores na África do Sul

Publicidade

Nos últimos anos a utilização de cachorros para a proteção de animais ameaçados de extinção tem se tornado algo muito comum.

Publicidade

Esses cães, de diferentes raças, começam a treinar para essa tarefa desde o nascimento e são testados constantemente em situações de pressão para aprenderem a lidar com as operações reais que terão que enfrentar no futuro.

Eles são treinados desde o início de suas vidas e começam a trabalhar como “guardas” aos 18 meses de idade, com um pouco mais de um ano.

Publicidade

Cachorros treinados para proteger a vida selvagem salvaram 45 rinocerontes de caçadores na África do Sul

Publicidade

Sean Viljoen, de 29 anos, é proprietário de uma produtora de filmes chamada Conservation Film Company que tem como objetivo contar as histórias daqueles que lutam na linha de frente para a conservação das espécies.

Publicidade

Sean comentou sobre as mudanças que a utilização dos cachorros proporcionou, dizendo que as informações colhidas para sua pesquisa “mostram que evitamos que aproximadamente 45 rinocerontes fossem mortos desde que os cães de rastreamento passaram a operar em 2018”.

Publicidade

O projeto tem ajudado a garantir a sobrevivência da biodiversidade encontrada na África do Sul. Em especial os rinocerontes que foram severamente impactados por crimes ambientais. É importante lembrar que a África do Sul abriga quase 80 por cento dos rinocerontes do mundo.

“Na última década, mais de 8.000 rinocerontes foram assassinados pela caça furtiva, tornando a taxa mais alta do país”. Comentou Sean sobre o projeto.

Cachorros treinados para proteger a vida selvagem salvaram 45 rinocerontes de caçadores na África do Sul

Publicidade

De acordo com um dado da Save The Rrhino, no dia 3 de fevereiro o Departamento do Meio Ambiente informou que um total de 594 rinocerontes foram caçados no país ao longo de 2019.

O número de caça furtiva atingiu seu auge em 2014 com 1.215 rinocerontes caçados, porém este é o quinto ano consecutivo em que as taxas de caça furtiva diminuíram.

Publicidade

Publicidade

Deixe um comentário...

%d blogueiros gostam disto: