Castelo enterrado há mais de 2.800 anos é encontrado na Turquia

Publicidade

Arqueólogos encontraram um castelo enterrada no leste da Turquia. Na fronteira turca entre o Irã e a Armênia.

Especialistas acreditam que esse castelo faz parte da civilização de Urartu. O castelo foi encontrado 2.800 anos após a queda do Império Assírio.

Urartu era dominada pelo Império Assírio há milhares de anos. Ela era conhecida como uma grande potência econômica e militar.

Eles construíram enormes fortalezas em volta de seus centros de poder. Arqueólogos acreditam que esse castelo é um dos últimos vestígios dessa civilização.

castelo enterrado há mais de 2.800 anos na Turquia

Os pesquisadores acreditam que o castelo enterrado seja dos séculos IX e VII aC, e que ele tenha sido usado durante a Idade Média.

Os vestígios do castelo estavam enterrados vários metros abaixo de uma superfície montanhosa.

Dentro dele foi encontrada um cisterna, um tanque de água de chuva usado para coletar e armazenar o escoamento dela, com 6 metros de profundidade por 6 metros de comprimento e 2 metros de diâmetro.

Outros objetos, como peças de cerâmica e ferramentas de calcário e arenito foram encontrados durante a escavação.

A cidade de Urartu foi abandonada durante o século 7 aC. No entanto, não se sabe ao certo qual o foi o motivo do abandono.

Acredita-se que, como várias outras cidades do Oriente Médio, Urartu tenha sido devastada por terremotos que atingem essa região.

Outros estudam que a cidade tenha sido abandonada por conta de uma invasão estrangeira ao território.

Apesar dessa incerteza, os arqueólogos acreditam que a descoberta desse castelo será importante para atrair nos turistas ao local. Além de aumentar a, já vasta, cultura do país.

Share

Amante do Universo!

Deixe um comentário...