Cientistas descobrem ecossistema gigante vivendo embaixo da terra

Publicidade

Pesquisadores do mundo inteiro anunciaram a descoberta de um ecossistema com dobro de tamanho de todos os oceanos da Terra.

Publicidade

O estudo durou 10 anos e possuía mais de 1.200 cientistas, que fazem parte do Deep Carbon Observatory.

A pesquisa observou que a biosfera subterrânea possuí mais diversidade que a Amazônia e as Ilhas Galápagos. Acredita-se que o ecossistema possuí entre 15 bilhões e 23 bilhões de toneladas de micro-organismos.

De acordo com a professora Karen Lloyd, da Universidade do Tennessee, “é como encontrar todo um novo reservatório de vida na Terra. Estamos descobrindo novos tipos de vida o tempo todo. Muito da vida está dentro da Terra e não em cima dela”.

Este nematóide não identificado foi encontrado no fundo de uma mina de ouro na África do Sul, cerca de 1,4 km abaixo da superfície. Gaetan Borgonie/Extreme Life Isyensya, Belgium

Como esse ecossistema foi descoberto?

Para realizar esse estudo, amostras de poços perfurados a mais 5 km de profundidade foram retiradas, e um modelo do que seria esse ecossistema foi descoberto.

O resultado mostra que, pelo menos, 70% das bactérias que existem hoje estejam no subsolo.

Cientistas descobrem ecossistema vivendo embaixo da terra

Alguns desses organismos descobertos não dependem da energia do sol. Eles encontram outras formas de sobreviver e se reproduzir.

De acordo com Lloyd, a retirada desses micro-organismos para estudo, marca a primeira vez que eles entraram em contato com a luz solar.

O microbiólogo da Universidade de Oregon, Rick Colwell, comentou sobre a descoberta desse ecossistema.

“Nós, humanos, nos orientamos para processos relativamente rápidos. Em ciclos diurnos baseados no sol ou ciclos lunares baseados na lua. No entanto, esses organismos fazem parte de ciclos lentos e persistentes em escalas de tempo geológicas”.

Publicidade

Deixe um comentário...

%d blogueiros gostam disto: