Gigantesca fenda está dividindo a África em duas e pode abrir caminho para um novo oceano

Uma enorme fenda que surgiu no Quênia indica que o Chifre da África poderá se separar do resto do continente.

Em um pequeno vilarejo no sudoeste do Quênia, semanas de chuvas intensas, inundações e tremores assolaram o local.

No entanto, outro evento ainda mais estranho aconteceu no local. No dia 18 de março de 2018 uma fenda começou a se abrir.

“Minha mulher começou a gritar para os vizinhos, pedindo ajuda para tirar nossos pertences de casa”, disse Eliud Njoroge em entrevista à agência de notícias Reuters.

Enorme fenda indica que a África pode se separar em duas

O que essa fenda significa?

De acordo com geólogos, essa fenda é um sinal de que, daqui a milhões de anos, a África pode se separar em duas.

Isso ocorre por que a maior parte do continente fica em cima placa tectônica Africana. Contudo outro pedaço fica em cima da placa Somali.

Segundo especialistas, esse evento poderá ser similar com o que ocorreu com a América do Sul e África. Há cerca de 138 milhões de anos, quando os dois continentes se separaram.

O que poderá acontecer com a África?

De acordo com Pérez Díaz, “a fratura começou na região do Afar, no norte da Etiópia, há cerca de 30 milhões de anos. Desde então, está se propagando rumo ao sul, na direção do Zimbábue, uma média de 2,5 a 5 centímetros por ano”.

Enorme fenda indica que a África pode se separar em duas

O geólogo David Adele, também em uma entrevista à Reuters explicou: “As fendas correm quase em linha reta, então, dá para projetar para onde vão. Se você vê uma vindo em sua direção, você sai dali correndo”.

Uma prova que a África pode se dividir em duas é que, em Afar, a camada exterior da Terra (litosfera), está reduzida a ponto de sua ruptura ser quase completa.

Segundo Pérez Díaz, quando isso acontecer um novo oceano começará a se formar. “Em um período de dezenas de milhões de anos, o leito marinho avançará ao longo de toda a fenda. O oceano inundará e, como resultado, o continente africano ficará menor, e haverá uma grande ilha no Oceano índico composta por partes da Etiópia, Somália, incluindo o Chifre da África”.

Publicidade

Deixe um comentário...