Golfinho albino raro é avistado na costa da Califórnia

Publicidade

Durante uma navegação na baía Monterey, na Califórnia, a tripulação se surpreende por uma imagem intrigante: um bebê golfinho albino nadava ao lado da sua mãe.

Dentre os tripulantes que estavam a bordo do barco Blue Ocean Whale Watch, Kate Cummings registrou o evento ao tirar fotos do animal raro.

O raro avistamento do golfinho albino, mas não o primeiro encontro

Esta não foi a primeira vez que a equipe de observadores de baleias avistou o mamífero. O primeiro contato aconteceu quando o filhote tinha apenas alguns meses de vida.

A certeza quanto a ser o mesmo golfinho se dá por uma marca na nadadeira da sua mãe. Hoje em dia, com três anos, o golfinho continua ao lado dela, o reencontro foi motivo de alegria entre os tripulantes.

Afinal, animais albinos são raros na natureza. Estima-se que este golfinho é o único com tais características encontrado no Pacífico Oriental.

 

Princess Monterey Whale Watching

 

Mais detalhes sobre o golfinho

O mamífero é da espécie Golfinho-de-risso, reconhecido por seu tom cinza e que clareia à medida que o animal fica mais velho.

Entretanto, este filhote nasceu com a condição rara que acontece quando as células não produzem melanina, que proporciona a pigmentação da pele.

De acordo com a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional, o traço já foi observado em mais de 20 espécies marinhas, mas em especial, é algo raro entre golfinhos.

 

golfinho-albino

@seataceans / Instagram

 

Os contras

Apesar de serem fofos, os animais albinos sofrem tanto com problemas sociais, quanto problemas na saúde. Os traços interferem na convivência social do mesmo com a sua espécie, do mesmo modo, dentre as condições de saúde os problemas na visão são os mais recorrentes.

Kate afirma que além disso, por ter pouca melanina no corpo, o animal pode sofrer com problemas de pele pela exposição solar.

Devido às deficiências comuns na sua visão e audição e por ser excluído por outros da sua espécie, os animais albinos correm grandes riscos quanto a predadores.

Isso se intensifica entre os Golfinho-de-risso. Por ter em especial as lulas na sua dieta, é preciso que cacem em conjunto.

Desse modo a sobrevivência do animal albino é ainda mais arriscada. Em contrapartida, há indícios que o jovem golfinho albino é um animal saudável e bem aceito, afinal, continua a nadar ao lado da sua mãe mesmo depois de 3 anos.

A título de curiosidade, essas manchinhas amarelas no corpo do golfinho condiz com a proliferação das algas diatomáceas, comuns em águas temperadas e tropicais.

Confira o registro no vídeo abaixo:

Share

Me chamo Bruno Vieira e sou apaixonado pelos mistérios da natureza e do mundo!

Deixe um comentário...