Monitoramento por GPS em lobos mostra o quanto as alcateias se evitam

Publicidade

Uma descoberta recente através de rastreamento por GPS em lobos mostrou o quanto as alcateias evitam o alcance uns dos outros.

Os lobos diferem de outros predadores porque se amontoam em alcateias e mantêm uma hierarquia rígida entre eles. Cada animal tem sua própria função, necessária para a sobrevivência de toda a família dos lobos.

A principal “ferramenta” de trabalho do lobo é a audição. Não importa em que estado o animal se encontre, ele escuta constantemente o espaço. Assim, captam os menores sons inacessíveis ao ouvido humano, distinguindo as causas desses sons, sejam sons de passos, gritos de pássaros ou qualquer outra coisa.

GPS em lobos de 7 alcateias diferentes

Aqui estão algumas evidências de quanto os lobos permanecem em seu território. Este mapa é o resultado de 68.000 localizações de GPS de 6 lobos em alcateias diferentes.

Esta imagem de rastreamento GPS de vários lobos em seis grupos diferentes ao redor do Parque Nacional dos Voyageurs foi criada no âmbito do Projeto Voyageurs Wolf. É uma excelente ilustração de quanto as alcateias de lobos em geral evitam o alcance umas das outras.

Cada coleira de lobo rastreou sua localização a cada 20 minutos.

Como belamente demonstrado na animação, as alcateias geralmente evitam ficar perto umas das outras; a menos que estejam lutando por comida que pode estar em falta. Quando isso ocorre, eles podem se envolver em batalhas com outras alcateias para continuar a reivindicar um determinado local, bem como a comida encontrada nele.

Os colares de GPS permitem que a equipe descubra muitos aspectos das vidas secretas dos lobos. Assim, descobre-se desde a variedade em suas dietas (peixes, frutas vermelhas, restos de caças deixadas por caçadores) até os limites distintos de cada alcateia.

A equipe mapeou 68.000 localizações GPS visitadas por diferentes alcateias.

Voyageurs Wolf Project

O Voyageurs Wolf Project é uma colaboração entre a Universidade de Minnesota e o Parque Nacional dos Voyageurs que rastreia e estuda lobos durante os meses mais quentes.

A equipe de campo visitou todos os locais onde os lobos com GPS passaram mais de 20 minutos; assim determinaram o que eles estavam comendo. Assim, as informações não apenas ajudam os pesquisadores a rastrear onde os lobos estiveram, mas também quais presas eles mataram.

Os pesquisadores consideraram o experimento um sucesso; e disseram que continuarão a usar GPS para aprender mais sobre a vida dos lobos.

Share

Arqueologia, sociologia, biologia, astronomia, tudo que mais gosto de estudar e pesquisar!

Deixe um comentário...