“Pedra da Morte” onde demônio estava aprisionado aparece partida ao meio no Japão

Publicidade

A Pedra da morte, ou sessho-seki (殺生石) em japonês, é uma relíquia centenária encontrada na cidade de Nasu que recebe turistas diariamente em suas montanhas vulcânicas para ver esse objeto.

Publicidade

No entanto, no sábado dia 05 de abril, os visitantes encontraram a rocha partida em dois pedaços, o que causou medo nos moradores locais que acreditam que alguma força maligna escapou de lá.

O que é a Pedra da Morte?

A lenda conta que a Pedra da Morte é o corpo de Tamamo-no-Mae, uma mulher que havia participado de uma conspiração para matar Toba, o imperador de 1107 a 1123. Acredita-se que ela tenha sido uma das cortesãs do imperador e tenha usado de artifícios para deixa-lo doente. A população local também acredita que quem encostar na pedra será morto.

Publicidade

Publicidade

Tempos depois um astrólogo contou que Tamamo-no-Mae seria uma raposa de nove caudas, uma lenda japonesa muito famosa. E que em outros momentos da história ela teria se aproximado de diversos outros líderes para tentar prejudica-los. Acredita-se que após ser vítima da raposa, Toba enviou soldados para matá-la, no entanto ela conseguiu se esconder dentro da perda em Nasu.

Publicidade

Pedra da Morte: relíquia centenária é quebrada e assusta japoneses

Publicidade

Uma outra história conta que um monge budista a exorcizou e destruiu, porém muitos japoneses e moradores da região não consideram essa parte da história.

Ainda de acordo com a mitologia considerada oficial, a pedra passou a liberar um gás venenoso que matava tudo o que tocava. Por isso a “Pedra da Morte” encontrada nas montanhas de Nasu é considerada um objeto real dessa lenda.

Existe algum perigo real?

Sabendo do que essa pedra representa e qual é a lenda que ela carrega é possível entender o alvoroço que cercou os moradores e turistas de Nasu. No entanto, O Centro de Informações Turísticas de Nasu confirmou que não passa de uma causa natural.

Publicidade

Em uma entrevista para o jornal Yomiuri Shimbun, o Centro de Informações disse acreditar que a pedra se partiu por conta de uma antiga rachadura, o que facilitava a entrada de água e consequentemente enfraqueceu sua estrutura. “É natural, então não pode ser evitado, mas é uma pena porque é um símbolo da história local”.

Pedra da Morte: relíquia centenária é quebrada e assusta japoneses

Publicidade

 

Publicidade

Deixe um comentário...

%d blogueiros gostam disto: