Quem é Elon Musk? O homem por trás da Spacex e Tesla

Publicidade

Ele já foi chamado de Tony Stark da vida real. Comanda uma empresa de viagens espaciais, a maior companhia de carros elétricos e recentemente túneis da Boring Company, que ganhou notoriedade por fabricar um lancha chamas. É difícil não ter ouvido falar de Elon Musk, o homem por trás de tudo isso. E hoje, você conhecerá a história deste gênio que é sinônimo de SpaceX, Tesla e muito mais.

Publicidade

Elon Reeve Musk nasceu em 28 de junho de 1971, em Pretória, na África do Sul. Sua mãe, Maye Musk, sempre foi modelo, nascida no Canadá. Seu pai Errol Musk também é da África do Sul e trabalhou como engenheiro eletromecânico, marinheiro e piloto. Elon também possui um irmão e irmã mais novos.

Com 17 anos, Elon saiu da África do Sul para fazer faculdade na Queens University em Ontário, Canadá. Esta decisão foi em parte uma forma de evitar o serviço obrigatório no exército sul africano.

Quando criança, Elon foi um excelente aluno e teve um aprendizado rápido em leitura e escrita. Aos 10 anos ele já estava estudando computação básica e, aos 12 anos, desenvolveu e vendeu um jogo chamado “Blastar” por 500 dólares. Durante essa época até seus 15 anos, ele sofreu bullying por muitos de seus colegas de classe e de outras turmas mais velhas. Ele comentou sobre o assunto dizendo: “Durante um longo período, eu fui o mais novo e o menor menino da sala, pois meu aniversário por acaso caiu quase no último dia que você é aceito para entrar na escola – 28 de junho”.

“Além disso, meu aprendizado sempre foi atrasado comparado com os dos outros alunos. Ou seja, eu era a menor e mais nova criança da sala durante muitos anos. As gangues na escola me caçavam – literalmente, me caçavam”.

Não demorou muito para Elon dar uma pausa nos estudos e começar a praticar karatê, luta livre e judô para se defender. Eventualmente, ele já estava revidando seus agressores e mantendo-os bem longe dele.

Em uma entrevista, Elon comentou como seu pai o repreendeu na época em que estava quase se mudando para o Canadá para atender à universidade. Ele o chamava de idiota e dizia que nunca seria capaz de realizar nada. Em 1980, seus pais se divorciaram.

Quando Elon eventualmente voou para o outro país, não demorou muito para o vento começar a soprar a seu favor. Ele chegou no Canadá em 1989 e iniciou seus estudos na faculdade. Após obter seu diploma, Musk se mudou para estudar Física e Negócios na Universidade da Pensilvênia em 1992.

Após também se formar em Economia e fazer uma segunda faculdade de física, ele continuou buscando novas formas de aprimorar seus conhecimentos. Ele se matriculou na Stanford University na Califórnia, mas depois de apenas 2 dias, decidiu abandonar seus estudos.

Sua mudança para a Califórnia coincidiu exatamente com o “boom” da internet em meados dos anos 90, e em 1995, Elon e seu irmão Minbal fundaram uma startup de tecnologia chamada Zip2. A empresa dos jovens criava e vendia guias de cidade para editores de jornais, incluindo o The New York Times e o Chicago Tribune.

Em fevereiro de 1999, a Zip2 foi vendida por 307 milhões de dólares em ações. Com 24 anos de idade e 7% do valor da venda da empresa para si, Elon Musk havia acabado de fazer 22 milhões.

Quatro anos depois em 1999, Elon fundou a X.com – um website de serviço de transferência de dinheiro por e-mail. Um ano depois, nos anos 2000, a X.com se fundiu com a empresa Confinity, que oferecia o mesmo tipo de serviço.

Dentro do guarda-chuva da Confinity, havia um serviço que eles chamavam de PayPal, na qual o nome da empresa mais tarde foi renomeado. Elon perdeu sua posição como CEO em 2000 devido a desacordos internos. Isso em si não foi lá tão ruim para Elon, já que mais tarde o Ebay comprou o PayPal por 1 bilhão e 500 milhões de dólares em ações. Elon era o maior acionista da empresa com mais de 11%, alocando-o com em torno de 165 milhões de dólares.

Com sua mais nova fortuna, Elon procedeu para um novo projeto, desta vez mais próximo de seu propósito. Space-X, ou Space Exploration Technologies Corporation, foi fundada em 2002. Em 2008, a companhia havia sido premiada com um contrato de transporte de carga para a Estação Espacial Internacional pela NASA. E em 2012 a Space-X fez exatamente isso.

Seu mais recente foguete da época, o Falcon Nine, foi lançado de Cape Canaveral, na Flórida, no começo daquele ano. O foguete possuía meia tonelada de carga para os astronautas à bordo, marcando a história como primeira companhia privada a enviar um foguete para a Estação Espacial Internacional. Desde então, a Space-X já lançou mais de 60 foguetes de forma privada e comercialmente.

Publicidade

Um ano depois, em 2003, após fundar a Space-X, Elon focou sua atenção na indústria de automóveis e pulou a bordo dessa nova aventura com a Tesla Motors durante seu round de financiamento da Series A. A empresa foi originalmente incorporada por Martin Eberhard e Marc Tarpenning. Martin foi mais tarde tirado do grupo de diretores após a crise financeira de 2008, o que levou a conflitos internos na Tesla.

Elou assumiu a cadeira como CEO e Arquiteto de Produto da empresa após a saída de Martin. Ele demitiu 25% dos empregados da Tesla e pegou emprestado quase meio bilhão de dólares do governo dos EUA como forma de salvar a companhia da falência.

A Tesla foi ao público em 2010 com vendas na casa dos milhares de seu ainda a ser desenvolvido “Roadster”, o carro mais veloz do mundo, previsto para fabricação no fim de 2021.

Elon, seja pessoalmente ou através dessas empresas se envolveu em muitos outros empreendimentos também. Em 2006, ele conceituou e fundou a “Solar City”, que foi então dirigida por seus primos Peter e Lyndon Rive. Em menos de 8 anos, a SolarCity foi a segunda e maior provedora de tecnologia solar nos EUA. A Tesla desde então absorveu a empresa, que é operada como subsidiária deles.

Em 2013, Elon anunciou que pretendia construir um transporte de alta velocidade que ele chamou de “Hyperloop”. Ele queria ter seu primeiro super trem pressurizado e subterrâneo se movimentando de Los Angeles até San Francisco.

Se isso não fosse o bastante, Elon Musk também participou na criação de duas empresas de inteligência artificial – a OpenAI em 2015 e a Neuralink em 2016, a primeira na qual não possui fins lucrativos.

Mais tarde, em 2016, Elon anunciou a “The Boring Company”. Seu objetivo era criar um novo túnel industrial tecnológico, pois o custo por milha da escavação de seu túnel HyperLoop era economicamente inviável. Ele tuitou no fim de 2017 que iria “criar um túnel da Boring Company e simplesmente começar a cavar”.

Todos esses feitos são nada menos que surpreendentes para uma só pessoa, e não é à toa que Musk já foi chamado de “Tony Stark da vida real”. Elon também reivindicou o sonho de colonizar marte um dia, parte da razão por ter criado a Space-X. 

“Eu acredito que um futuro onde seremos uma civilização espacial e uma espécie multi-planetária algo extremamente empolgante”.

Elon tem falado bastante sobre suas ideias para o futuro. De sua colônia em Marte a implantes mecânicos em humanos até interfaces em computadores, o futuro tanto da Tesla quanto a Space-X são nada menos que promissores. E com sua habilidade inata de “simplesmente” fazer as coisas acontecerem, não duvidamos que ainda podemos esperar muito de Elon Musk.

Publicidade

Deixe um comentário...

%d blogueiros gostam disto: