Ruínas de Chernobyl apresentam aumento na atividade nuclear

Publicidade

Após o maior desastre nuclear da história acontecer, todo o cuidado é pouco para que a tragédia não volte a acontecer, porém, registros mostram o aumento na atividade nuclear em Chernobyl.

Publicidade

Sensores que monitoram a cidade fantasma indicam o aumento da radiação, pouco a pouco. Especialistas mencionam que não há formas de descobrir o motivo disso. As apostas são do aparecimento de uma reação nuclear. 

Em contrapartida, a localização exata dos elementos que provocam este aumento é de difícil acesso, paredes caíram com a explosão e impedem a passagem. As informações coletadas são incertas.

A provável causa do aumento na atividade nuclear em Chernobyl 

O pouco que se sabe é que piscinas de urânio em alta temperatura se formaram nos corredores da antiga instalação. 

O elemento se misturou com o revestimento das paredes formadas por zinco, além das hastes, feitas de areia liquefeita e grafite. Dessa mistura surge uma lava radioativa que com o tempo se tornou sólida. 

Nesse meio tempo, a destruição natural das estruturas da antiga cidade causaram fissuras e deixarem a água da chuva acessar essa mistura química. O problema é que ao entrar em contato com água, o elemento produz radiação. 

 

A busca por soluções 

Níveis de radiação aumentaram em Chernobyl solução

(Pavlo Gonchar/SOPA Images/LightRocket/Getty Images)

 

Como meio de solucionar o problema, engenheiros cobriram as fissuras com nitrato de gadolínio. O elemento possui propriedades que absorvem a radioatividade. 

Eles construíram uma nova estrutura por cima dos destroços a fim de proteger os corredores das chuvas, por outro lado, existem infiltrações próximas ao lugar. 

Esse detalhe faz com que todos os esforços para a construção desta unidade fossem por água abaixo, literalmente. Por fim, há sim o risco de uma nova explosão acontecer. 

 

Risco reduzido

Antes de mais nada é importante dizer que mesmo com o risco da explosão, esta não se assemelhará à primeira catástrofe. Ainda assim, a notícia causa medo à população. 

Afinal, a cidade está tomada por elementos químicos. O governo busca por meios de resolver a situação. Uma das propostas é a realização da limpeza total da área.  

Todavia, a ação necessita de aprovação por oferecer inúmeros riscos. A verdade é que mesmo depois de anos, o desastre de Chernobyl não teve um fim. 

Como os próprios pesquisadores afirmam, “não é um problema resolvido, mas sim um problema estabilizado”.

Publicidade

Deixe um comentário...

%d blogueiros gostam disto: