Segurança pinta olhos em pintura avaliada em um milhão de dólares

A galeria de arte Yeltsin Center, em Ecaterimburgo, Rússia, foi o lar da pintura “Três Figuras” da artista Anna Aleksandrovna Leporskaya e fez parte da exposição de arte abstrata “O Mundo como Não Objetividade: O Nascimento de uma Nova Arte”.

Na pintura, feita em 1930, podemos observar três pessoas sem qualquer característica facial. Na verdade, é uma imagem que não possui muitos detalhes.

Em 7 de dezembro de 2021, a obra foi vandalizada por ninguém menos que o segurança.

O responsável pelo dano, conhecido como Dmitry N., é um homem de 60 anos que estava em seu primeiro dia de trabalho. Aparentemente, Dmitry ficou entediado e decidiu pegar uma caneta e desenhar dois círculos formando um par de olhos em duas das três figuras pintadas.

No mesmo dia, dois visitantes perceberam algo estranho na obra de Leporskaya e comunicaram. Consequentemente, as autoridades do museu conduziram uma investigação e descobriram o responsável.

“Este é um funcionário de uma organização de segurança privada que realiza atividades de segurança no Yeltsin Center”, relataram.

Duas semanas após o ocorrido, o centro cultural foi até á polícia, onde se recusou a investigar o ato por considerá-lo “insignificante”.

A obra “Três Figuras” é avaliada em quase um milhão de dólares. A companhia de seguros concordou em pagar 3.200 dólares para reparar os danos.

A galeria de arte Yeltsin Center enviou a pintura para a Galeria Tretyakov, em Moscou, que é dona da obra, onde realizarão os trabalhos de restauração.

Por sua vez, foram abertos processos criminais contra o segurança, que poderia passar três meses na prisão, além de pagar uma multa.

Ele foi demitido imediatamente depois de considerá-lo culpado dos danos. Felizmente, o dano não foi irreversível pois, embora a tinta tenha penetrado na camada de tinta, o derrame foi macio, como relatado pelo The Art Newspaper.

Publicidade

Deixe um comentário...