Um dos maiores cometas já vistos está vindo em nossa direção

Publicidade

Astrônomos da Universidade Estadual da Pensilvânia descobriram um cometa verdadeiramente gigantesco (o maior cometa já encontrado).

Com base na quantidade de luz solar refletida pelo cometa, os pesquisadores estimam que este gigante tenha até 200 quilômetros de diâmetro.

Isso significa que o diâmetro da “cauda” é 10 vezes maior e sua massa é mil vezes maior do que a da maioria dos cometas conhecidos. Isso o torna o maior cometa do nosso tempo, de acordo com um comunicado de imprensa da universidade.

A descoberta ocorreu no decorrer de uma meticulosa análise dos dados obtidos por meio do projeto de pesquisa Dark Energy Survey.

Foi em 20 de outubro de 2014 que um telescópio no deserto do Atacama chileno registrou os primeiros indícios da existência de um cometa gigante.

O quão perto Bernardinelli-Bernstein chegará de nós?

Embora o cometa esteja vindo diretamente de um lado do sistema solar em direção ao sol, ele ainda permanecerá longe o suficiente para que tenhamos problemas até mesmo para vê-lo.

A órbita do cometa é perpendicular ao plano do Sistema Solar e, quando atingir seu ponto mais próximo do Sol estará a cerca de 11 UA de distância. Isso é um pouco mais do que a distância de Saturno do Sol, uma jornada que não fazia há pelo menos três milhões de anos.

Como o cometa foi encontrado?

Pedro Bernardinelli e Gary Bernstein, da Universidade da Pensilvânia, encontraram o cometa usando a Câmera de Energia Escura de 570 megapixels do Telescópio Víctor M. Blanco do Observatório Interamericano de Cerro Tololo (CTIO), no Chile.

Esta imagem composta do Dark Energy Survey (DES) mostra o cometa Bernardinelli-Bernstein em outubro de 2017, quando foi visto á 25 Unidades Astronômicas (UA) de distância.

Da Terra, não vai poder ser visto pelo menos, não a olho nu. Apesar de seu tamanho e proximidade de nossa estrela mais próxima, os astrônomos amadores só serão capazes de vê-la com um grande telescópio.

Mesmo assim, será uma espera de dez anos até 2031, assim será mais visível, antes de fazer sua longa jornada de volta à borda mais distante do sistema solar.

O maior cometa é um presente para os próximos anos

Independentemente do tamanho e da atividade, todos os cientistas concordaram que o aspecto mais emocionante do cometa Bernardinelli-Bernstein é o quão bem os cientistas serão capazes de estudá-lo.

Share

Arqueologia, sociologia, biologia, astronomia, tudo que mais gosto de estudar e pesquisar!

Deixe um comentário...