Vírus ativos de 33 mil anos são descobertos nas geleiras do Tibete

Publicidade

Alguns pesquisadores da Ohio State University encontraram cerca de 33 vírus de cerca de 15 mil anos em amostradas retiradas das geleiras do planalto tibetano, em uma calota polar localiza na Guliya.

Publicidade

A descoberta é extremamente importante para que os cientistas consigam entender e desvendar o enigma sobre a origem da vida na Terra.

“Esses são vírus que teriam prosperado em ambientes extremos. Eles possuem assinaturas de genes que os ajudam a infectar células em ambientes frios [características que mostram] como um vírus é capaz de sobreviver em condições extremas”, disse Matthew Sullivan, um dos cientistas responsáveis pela pesquisa.

O local propício para os vírus

Em uma região dividida pela China, Tibete e índia e a mais de 4.500 metros de altura, o Planalto Tibetano é uma região pouco habitada e inundada por geleiras.

Getty Images

Inclusive, essas geleiras foram formadas de forma lenta e gradual, juntamente de poeira e partículas que estavam na atmosfera há mais de 15 mil anos atrás.

Por isso, os cientistas acreditam que os vírus encontrados estavam na atmosfera durante seu congelamento.

Após os inúmeros testes feitos para descobrirem quais tipos de vírus eram e caracterizarem corretamente, o grupo constatou que 28 dos 33 vírus são novidade para a medicina e muitos deles só conseguiram sobreviver por causa do congelamento.

Qual a importância desse trabalho para o planeta Terra?

Com o crescente aumento do aquecimento global e o derretimento das geleiras, é muito importante o trabalho da ciência para descobrir possíveis novas pandemias ou algo inédito que poderá contribuir para a história.

Getty Images

Publicidade

A pesquisa foi inteiramente postada na revista Microbiome e esclarece um pouco mais que esses estudos se tornarão muito importante nos próximos anos por conta dos problemas climáticos.

Além de que essa descoberta pode possibilitar para que os cientistas descubram como esses vírus conseguiram se estabelecer em um clima tão extremo como as geleiras tibetanas e como se replicam após tanto tempo.

Publicidade

Deixe um comentário...

%d blogueiros gostam disto: